× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: fabiearthur

Baixar


Nossos pais
Arthur e Marlene | Antônio Luiz e LeiaNão há como descrever em palavras tudo que eles fizeram por nós ao longo das nossas vidas. Seremos sempre gratos a eles por todos os valores ensinados, todo o apoio fornecido, todo o carinho oferecido e toda a dedicação com a qual sempre fizeram tudo por nós.
Agora que daremos início a nossa família, pedimos a Deus que consigamos colocar em prática nela, tudo que eles, como família, nos ensinaram. Sempre os levaremos como exemplos a serem seguidos.

Nossas daminhas
Vó Marta e vó MariaQuanto essas duas já viveram, quantos obstáculos superaram e quanto amor já distribuíram para seus filhos, netos e bisnetos. Com toda esta bagagem que elas trazem, não existiriam pessoas mais adequadas para nos darem a honra de conduzir nossas alianças até o altar no grande dia.

Nossos padrinhos
Adriana e FernandoAdriana me levou na Choperia da Hora e no Kalahari (velhos tempos!). Depois compartilhamos alguns momentos marcantes como dormir na praia (literalmente!) durante a JMJ, ir no Rock in Rio, fazer o TLC, Guadá e Gin7, e a nossa viagem pra Itália, que foi fechada em um hotel (-)5 estrelas hahaha
Fernando foi meu "vetetano" nos tempos de coroinha, numa missa de Natal pediu pra eu ficar no lugar dele pq estava passando mal, me senti importante, anos depois descobri que ele só queria ficar batendo papo na sacristia hahaha

Danillo e TamiresIrmão, bravo e cabeça dura... muitas brigas nesses mais de 27 anos de convivência (e eu sempre me dava mal, pq ele é mais forte hehehe), mas nada além de “coisas de irmão”. Com certeza, o melhor cozinheiro da família e aquele que colabora muito com nossos quilos a mais, rs!
Tami, faz parte da família há mais tempo que o Arthur (Dan, casa logo!!!)... Engraçada, divertida, peruinha (hehehe), com uma paciência enorme, adora fotos e poses. Aquela que me deu um sobrinho de quatro patas hehehehe

Leila e NelsonLeila, a irmã caçula que como qualquer dupla de irmãos, já sofreu com nossas brigas. Mas chega uma hora que essa fase passa e vem uma fase gostosa de amizade, que infelizmente acabou sendo interrompida pelo meu intercâmbio mas sem dúvida foi compensada posteriormente, ensaios praticamente diários para tocar na missa, no JUJA, barzinhos, Semanas Culturais, etc. Hoje já não tem ensaios e apresentações, mas sem dúvida ainda muita amizade.
Nelsinho, sãopaulino, sócio no meu kit cervejeiro, sempre com uma boa história pra contar de uma forma engraçada. Quando falo em jogar futebol ele já fica preocupado, fica com receio de eu levá-lo pra cortar a grama do campo de novo hehehe

Leonardo e NairaLeozinho, meu caçula! Pra mim, ainda é aquele menininho que adorava Fuscas, caminhões, ir no “tetenove” (1,99). Me acho um pouco mãe e sempre quero saber onde vai, com quem vai, que horas volta. Uma cópia - mais sistemática - minha.
Meu orgulho! Mimo só um pouquinho, rs...
Naira, também há mais tempo na família que o Arthur. Meiga, divertida, linda e cheia de paciência pra aguentar o Léo hahahahaha

Tio Nelson e tia RubiaTio Nelson é o irmão mais novo da minha mãe, quando nasci ele ainda morava com a minha vó e era muito presente em casa, naquela época ele já namorava a tia Rubia. Desde que me entendo por gente ele sempre estava lá conosco, brincando, nos filmando e fotografando, foi assim todos os aniversários e todas vezes que o papai Noel veio em casa. Nunca esqueço um casamento que fomos, ele comprou a gravata do noivo, me deu o pedacinho dele e meia hora depois eu vendi o pedaço que ele me deu pra ele mesmo hehehe A tia Rubia é a pessoa mais divertida pra conversar que eu conheço, tudo que ela conta é de uma maneira engraçada.

Cris e BetoDuas pessoas que desde o início estavam dispostos a nos ajudar, disponibilizando o espaço pra fazermos a festa, dando dicas e indicações de todos os tipos - desde o contato de copos personalizados a lugares pra fazer meu vestido ehehhe!
Quanta generosidade e que corações!
São família, são amigos e são muito especiais.

Tio Celso e tia ArgeneSe hoje sou engenheiro é porque ele não me deixou desistir da faculdade, sentados na chácara me lembro bem ele me dizendo quantas pessoas não queriam estar no meu lugar e eu querendo desistir, lá se foram 7 anos de formado... Por muito pouco não tive o privilégio de trabalhar com ele, mas mesmo não acontecendo, muitas vezes ele foi meu coach profissional.
Quantas caronas pra São Paulo eles me deram, ainda me acolheram pra morar com eles e me trataram como um filho, quantas longas conversas com a tia Argene que por sinal fazia comidas (fit!) deliciosas.
E que empurrãozinho deram nos deram pra eu e a Fá conhecermos a Disney, longos papos e muitas dicas de passeios e lojas.

DaniloDani, faz parte daqueles que chegaram tarde na minha vida, mas que tem uma importância fundamental.
O meu melhor!!!
O amigo pra jogar conversa fora, se aconselhar e dar conselhos, companheiro de estudos e da vida, aquele que faz botox e me enche de amostras grátis (pq melhor que ser amigo é ser amigo e dermatologista heheheheh)

BelAlguém que compartilha comigo as melhores histórias!
Minha dupla de semiologia, das anamneses, das primeiras idas ao hospital, e de todo o resto da faculdade.
Aquela que tinha resumo pra tudo, e era parceira de festas (mesmo quando eram furadas). A que sempre estava arrumada enquanto eu ia de qualquer jeito ehehehhe, de dança contida, e que sempre se perdia nos caminhos.

Evan and CharmaineWe have a relationship very hard to explain. From a description of my profile they decided to host me for a year in their house. They only had to provide me a room and food, but they gave me so much more. They gave me love and care. They gave me the chance, even thousands of miles from my parents, to feel paternal love, made me feel part of the family. Unfortunately nowadays we can't meet always, but we try to short the distance facetiming. They have come to my graduation, I have already visited them and it is time for them to come again. We are looking forward to meeting them here!

Marcela e RenatoMarcela é a amiga do “Vamos? Vamos,uai!”, a que, assim como eu, fica pronta em 5 minutos.
Rodeios, micaretas, intermeds, “bate-volta”, plantões, estudos, Guaxupé, Jacutinga, Campinas, Ribeirão... Muitas histórias (e só de escrever isso dei risada e chorei lembrando de algumas). Não poderia deixar de dizer que foi a única pessoa que me fez fazer greve de fome, até fazermos as pazes depois de uma briga hahahahaha
E, o Renato? A tampa perfeita..... em pouco tempo, com poucos encontros se tornou muito querido- animado, companheiro, engraçado!

PedroDizem que os primos são os primeiros amigos, e nesse caso foi uma amizade que se alongou, desde pequenos quando ele veio morar em Jacutinga éramos muito próximos (até coroinha fomos juntos) e assim seguiu até a adolescência, fomos de turmas de amigos diferentes por muito pouco tempo até que voltamos pra mesma e já são 30 anos de amizade. Quando éramos pequenos e íamos jogar futebol tínhamos que jogar no mesmo time, senão o futebol não terminava porque brigávanos, mas essa fase passou hehehe

Maria CarolinaMary, Carol, Maria... O jeito de chamá-la muda toda vez, mas o amor e o carinho não!
Minha veterana na faculdade, minha R+ na residência de GO e minha chefinha na residência de Ultrassom.
Brava, bicuda e com expressões faciais que denunciam quando não gosta de algo - o que faz dela uma pessoa de sinceridade ímpar
Minha companheira de sangria, de fofoca, de "desestresse".

João GabrielAasim como o Pedro, uma amizade de primos que durou ao longo do tempo muito sólida. Passamos no mesmo ano na faculdade e fomos morar em cidades vizinhas, foram algumas visitas pra irmos em festas, algumas caronas e alguns jogos no Morumbi juntos, aquele tempo era difícil, mas desde que ele se mudou para São Paulo começamos a bater ponto nos jogos. E agora de uns tempos pra cá ainda jogamos futsal toda segunda-feira juntos.

JuliaA prima mais nova que acabou se tornando a irmã mais nova (infelizmente sem a mesma cor dos olhos e a mesma altura hehehe). Minha companheira de casa em Campinas, dos jantares porcaria (quanta saudade dessa época), pra quem ensinei coisas essenciais da vida, como por exemplo, a fazer xixi no estacionamento do rodeio hehehe.
Aquela que me faz vibrar com cada etapa vencida e me mata de orgulho. s2

Kaio e RobertaDesde muito pequeno eu (Arthur) já jogava futebol com ele, mas a lembrança que me marcou mesmo dessa época era ele pescando e comendo o cérebro quando éramos coroinha hehehe Posso dizer que são uns 25 anos de amizade, mesmo ele sendo corintiano conseguimos mantê-la. Ele deu uma super força pra que nosso namoro desse certo, desde a primeira tentativa.

Minha amizade (Fá) com a Ro começou em 1998 com as expressões matemáticas da tia Sonia. E depois disso vieram tantas histórias que não haveria espaço suficiente para descrevê-las.
E o Kaio? Com certeza meu amigo mais antigo, aquele que já ouviu e aconselhou muito. Pra quem eu cozinhava as vezes mas ele não comia porque estava indo no futebol hehehe

Zé e BrunaZé chegou um pouco mais tarde, mas chegou mostrando ao que veio! Companheiro, parceiro, com um coração gigante, sempre causando muito nas festas, divertindo (como não lembrar do hilário "aerobeer") e cativando a todos. E, as vezes, dando uns trabalhinhos hehehe
E, há pouco mais de 3 anos, conhecemos a Bruna. Menina de opinião forte e de atitude, que veio para colocar o Zé Codorna na linha hehehe, fazendo muito bem pra ele.

Kallel e MarinaNo primeiro colegial Kallel foi estudar comigo (Arthur), era muito quieto mas logo descobri que curtia um futebol e logo começamos a jogar juntos. Pouco tempo depois já éramos da mesma turma e além do futebol agregamos mais uma paixão compartilhada, a cerveja. Hoje em dia já não jogamos muito futebol juntos, mas sempre trocamos muita ideia sobre tipos de cerveja e como fazê-las.

Minha história (Fá) com a Má, começou há 20 anos. Nos conhecemos na escola e logo já não nos desgrudamos. Minha companheira de handball, de perseguiçoes pelas ruas de Jacutinga (hahahahah). Foi ela que me acompanhou na minha primeira "visita" á diretoria da escola (junto com a Ro e a Mayne), e que não me contou que o cachorro tinha feito xixi no meu travesseiro hehehehehehehe.
E agora é a mamãe mais linda!!!